Emprego

Como encontrar um emprego depois dos 50 anos?

Procurar emprego depois dos 50 é comum no Brasil, porque de um modo geral, as pessoas nessa idade ainda são muito ativas e têm as mesmas necessidades financeiras de quando tinham 40 ou 30 anos.

Se você é membro deste grupo, deve saber que as pessoas com 50 anos ou mais têm energia, experiência e conhecimento para compartilhar, mas encontraram rancor óbvio da empresa. Essas empresas nem sempre são amigáveis ​​e acabarão cedendo. Elas trazem dificuldades e obstáculos. alternativas.

Neste artigo, mostraremos como superar esses obstáculos e mostrar que você é a pessoa certa para a posição que deseja preencher. pode vir?

Qual é o mercado para quem procura trabalho a partir dos 50 anos?

Por exemplo, um estudo da consultoria de recrutamento Robert Half descobriu que 69% das empresas não contrataram funcionários com mais de 50 anos em 2019. porque? Os principais motivos mencionados são: alto salário (31%), falta de flexibilidade (18%), obsolescência (12%) e aumento do risco de conflito intergeracional (7%).

Na verdade, muitas pessoas experientes acabarão por se deparar com questões salariais. A empresa diz que profissionais com mais experiência são “muito caros” ou – outro jargão muito usado nessas situações – “muito competentes para o cargo”.

Existe discriminação por idade no mercado de trabalho?

Se você perguntar a qualquer empresa se há discriminação, a resposta provavelmente será “não”. Porém, na prática, sabemos que profissionais mais experientes costumam ser vistos como pessoas menos dispostas a aceitar mudanças, menos preocupadas com as novas tecnologias, mais enérgicas e menos ágeis. Infelizmente, tudo isso prova a existência de preconceito.

Como trocar de jogo para conseguir emprego a partir dos 50 anos?

No mesmo estudo, Robert Half perguntou aos entrevistados quais são os benefícios de contratar pessoas com mais de 50 anos. A resposta é experiência (86%), conhecimento (66%), resiliência e inteligência emocional (43%) e contribuição para a diversidade da vida. Organização (30%).

A resposta – sobre os motivos e benefícios de não contratar – fornece uma boa pista sobre para onde devemos ir. Veja abaixo como se preparar para o trabalho após os 50 anos.

Valorize sua experiência no curso

A empresa precisa de pessoas que resolvam o problema. A vantagem de encontrar um emprego depois dos 50 anos é que você já passou por muitos desafios e sabe como resolvê-los. Esse é o seu grande diferencial. Portanto, destaque sua experiência profissional em seu currículo, pois é o início de todo o processo seletivo.

Ganhe recrutadores em currículos profissionais

Um currículo profissional deve ser uma excelente demonstração de sua carreira. Neste campo, você precisa valorizar o que faz e com o que está familiarizado. Se seus resultados podem ser resumidos em números, tanto melhor. Você ajudou uma área específica a reduzir custos em 20% ou aumentar as vendas em 15%? Essas evidências podem atrair a atenção e a curiosidade dos recrutadores.

Faça o curso para atualizar o curso

Se a empresa alegar que um dos motivos para a não contratação de pessoas com mais de 50 anos está desatualizado, fique atento a esse problema. Faça cursos relacionados à sua área de atuação ou cursos relacionados ao uso de novas tecnologias que podem ajudá-lo a fazer seu trabalho.

Existem milhares de ofertas gratuitas na Internet. Aprenda sobre mídia social, marketing digital, ferramentas do Google que funcionam de forma compartilhada (como o Google Docs), blockchain e inovação. Existem muitas opções, e a escolha depende principalmente do campo em que você trabalha. O importante é deixar claro em seu currículo que você não parou – e é improvável que pare a tempo.

Explique por que você deseja este emprego (mesmo se suas qualificações forem muito altas)

Nesse ponto, você pode aceitar um emprego inferior ao que tinha antes, ou pelo menos inferior ao seu salário anterior. Em tempos de crise, essa situação é comum quando o mercado de trabalho não faz bem para ninguém. Você pode ser qualificado para o cargo, mas explique ao recrutador por que deseja o cargo. Suponha que você entenda que os tempos econômicos do país são diferentes e você ainda deseja e precisa trabalhar.

Demonstrar flexibilidade e flexibilidade

  • Outro ponto importante é provar que você pode trabalhar com a geração mais jovem sem grandes conflitos. Por
  • isso, é importante entender que essas gerações tendem a trabalhar de forma mais colaborativa e não possuem
  • muitas hierarquias. Por exemplo, alguém do departamento de TI pode querer comentar sobre seu trabalho de
  • vendas. E a área de marketing apontou o fracasso de algumas equipes de TI. É melhor nunca personalizar essa
  • crítica. Em geral, a ideia é permitir que todos trabalhem juntos para atingir as metas e objetivos da empresa. Com
  • tempo, você também deve expressar sua opinião sobre assuntos não diretamente relacionados às suas atividades a
  • qualquer momento. Tudo bem. 🙂

Use a internet como aliada

Na hora de procurar emprego,  Não ignore seu potencial. Comece a procurá-los, avalie oportunidades, entenda os requisitos e, quando aplicável, procure o conteúdo que está faltando em seu currículo para conquistar a posição que você acha que é a melhor para você no momento.

A Internet

Apesar das grandes mudanças no mercado de trabalho, a antiga necessidade de construir redes e mantê-las ativas permanece inalterada. Portanto, converse com as pessoas e conte-lhes seus planos e seus momentos. Agora é fácil fazer todo esse trabalho de forma prática e geralmente mais eficiente em casa usando um computador ou telefone celular. Se você não está familiarizado, confira nosso post Como construir uma rede: Dicas para evitar o tédio.

Como eu mudo de emprego após os 50 anos de idade?

Você pode mudar de curso depois dos 50 anos. Todos os itens acima estão bem, mas você precisa se concentrar em um mais especificamente: o treinamento.

Dê uma olhada em algumas das etapas abaixo:

  • Pesquise e inscreva-se em cursos relacionados à carreira que deseja seguir a partir de agora;
    Se possível, participe desses cursos pessoalmente para criar uma rede relacionada à sua nova área;
  • Refaça todo o seu currículo, destacando tudo relacionado à sua nova carreira. Esta dica se aplica à sua experiência, treinamento anterior e aos resultados obtidos no campo anterior;
  • Expanda sua rede de contatos. Acesse as redes sociais, encontre pessoas de referência para coisas relacionadas à sua nova carreira e participe de conversas;
  • Faça sua publicidade. Sim, vale a pena avisar a todos sobre o seu plano. Compartilhe esta notícia com ex-colegas e pessoas que podem preencher a lacuna entre a nova e a velha profissão.
Atenção:
Este site Siga Concursos serve apenas como fonte de informação. Não fazemos qualquer tipo de seleção. Pedimos que você sempre leia todos os detalhes do artigo com atenção antes de se inscrever para qualquer coisa.

Você tem alguma dúvida?

Preparamos um artigo exclusivo para ensinar você como se inscrever no programa, clique aqui.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo